ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Revisão Breve: Ergoespirometria em Pacientes com Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono

Revisão Breve: Ergoespirometria em Pacientes com Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono

Esta breve revisão resume a literatura disponível sobre a interseção da síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) e ergoespirometria. A ergoespirometria fornece uma avaliação das respostas integrativas do exercício envolvendo sistemas musculares pulmonar, cardiovascular, neuropsicológico e esquelético, que não são adequadamente refletidos através da medição das funções individuais do sistema orgânico. Os distúrbios do sono, incluindo a SAOS, muitas vezes exacerbam os problemas no funcionamento do sistema nervoso autônomo, função cardíaca, mecânica pulmonar, ansiedade e metabolismo muscular. Pacientes com SAOS apresentam baixa capacidade aeróbica devido à disfunção desses sistemas, que muitas vezes afetam a qualidade do sono. Mais pesquisas são necessárias para elucidar os mecanismos precisos através dos quais a ergoespirometria pode ser útil na avaliação e identificação precoce de pacientes com SAOS.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6111535/

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

This brief review summarizes the available literature on the intersection of obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) and ergospirometry. Ergospirometry provides an assessment of integrative exercise responses involving pulmonary, cardiovascular, neuropsychological, and skeletal muscle systems, which are not adequately reflected through the measurement of individual organ system functions. Sleep disorders, including OSAS, often exacerbate problems in the operation of the autonomic nervous system, heart function, lung mechanics, anxiety, and muscle metabolism. Patients with OSAS have low aerobic capacity due to dysfunction of these systems, which often affect quality of sleep. Further research is necessary to elucidate the precise mechanisms through which ergospirometry can be useful in the assessment and early identification of patients with OSAS.

VEJA TAMBÉM: